Lunes 25 de Mayo de 2020
El portal de la papa en Argentina
4.84%Variación precio
puestos MCBA
  • Cielos nubosos con lluvias débilesBalcarceBuenos Aires, Argentina
    10° - 14°
  • Cielos despejadosVilla DoloresCórdoba, Argentina
    - 21°
  • Cielos despejadosRosarioSanta Fe, Argentina
    10° - 19°
  • Cielos despejadosEstacion UspallataMendoza, Argentina
    - 18°
  • Cielos despejadosCandelariaSan Luis, Argentina
    - 24°
  • Cielos despejadosChoele ChoelRío Negro, Argentina
    - 17°
  • Cielos despejadosSan Miguel de Tuc.Tucumán, Argentina
    - 22°
Ampliar
 Buscador de Noticias
Latam 13/02/2020

Brasil: Chuvas impactam qualidade da batata na safra das águas 2019/20

A amplitude nos valores em função da qualidade esteve bem elevada em todos os dias

Em janeiro, o preço médio da batata beneficiada, ponderado pela classificação, foi de R$ 68,73/sc de 50 kg – 23% superior aos custos médios, estimados em R$ 55,84/sc. Apesar da rentabilidade média positiva, as cotações de janeiro/20 foram 14% inferiores às do mesmo período do ano passado. Este resultado é reflexo do excesso de chuva em algumas praças em período de colheita, o qual prejudica a qualidade das batatas. Este fator, por sua vez, pressiona os valores de comercialização e causa grande amplitude entre os produtos de maior e de menor qualidade.

Em Água Doce (SC) e Guarapuava (PR), onde as precipitações estão mais regulares e os produtos apresentam melhor qualidade, os preços médios de janeiro foram de R$ 74,64/sc e R$68,75/sc, respectivamente. Já nas regiões do Sul de Minas e Triângulo Mineiro, onde a saca foi vendida à média à R$ 56,00, grande parte das batatas apresenta pele escura, lenticelose e, principalmente, menor shelf life, devido ao excesso de chuvas.

Além da diferença nos preços, o clima adverso causou discrepância nas produtividades das regiões: no Sul de Minas, por exemplo, a produtividade média foi 24% inferior à de dezembro/19 – o que, associado ao maior número de pulverizações, levou a um aumento nos custos de produção (de R$ 59,00/sc) e, consequentemente, a uma rentabilidade 6% negativa. Já em Água Doce (SC), a produtividade está acima das 40 t/ha, o que tem permitido custos mais enxutos (de R$ 42,00/sc) e uma maior margem de ganho ao produtor (+77%).

Impactos das chuvas neste mês – No início de fevereiro, as fortes chuvas no Sul de Minas e no Triângulo Mineiro dificultaram a entrada de maquinários nas roças, comprometendo as operações (do plantio à colheita) em algumas propriedades. Este cenário pode causar mudanças no calendário e aumento nos custos de produção, devido à necessidade de repetir alguns tratos (adubação, pulverização, dessecação) e à redução na produtividade.

Fuente: hfbrasil.org.br/


Te puede interesar